Quantum Energy Generator (QEG) REVEALED!!!

Quantum Energy Generator (QEG) REVEALED!!!.

Advertisements
Posted in Uncategorized | Leave a comment

Quando a motivaçao deve ser o erro para existir ensinamento eficaz

Sabemos que nao é legal errar sempre porém existe um parênteses muito importante a ser ressaltado neste assunto. A importância do erro é fundamental em qqr aprendizado. Na palhaçaria observamos o erro como principal vetor para o espetáculo acontecer. Na minha concepçao ,por ter em minha alma uma criança faminta e curiosa junto com um palhaço atuante, o teatro além de nos acrescentar culturalmente em vários pontos nos desperta sempre um reflexo consciente em nós mesmos dado a representaçao de arquétipos existentes em nossa sociedade. O palhaço do bem faz isto com propriedade.

O que quero passar neste texto, dps de ler Augusto Cury ” Pais brilhantes, professores fascinantes ” é que valorizar o erro sem acusar o errante publicamente por algum impacto que o erro causou é mais do que necessário no processo de aprendizado saudável. O erro nada mais é do que o protoganista de todo aprendizado. Deve ser valorizado de foram oculta. O erro por si só nao é o aprendizado. Observem: Acertar e/ou errar nos confunde pelo que é imposto socialmente. E quando isto é colocado de forma coletiva os danos e respostas podem gerar traumas, no entanto se é despertado de forma individual e faz repensar sobre o erro em si mesmo, sem ser a finalidade causa o que é de grande importância. A aceitaçao em si calcada na conscientizaçao de nossos atos que é o principal.

Vivi mto tempo em um ”hospício saudável” que era um curso de acompanhamento escolar onde se armazenavam adolescentes com o consentimento dos pais desesperados que acreditavam em laudos médicos e remédios. Junto com o auxílio dos instrutores e um estudo breve nao se obtém ganhos positivos e concretos. Educar, ensinar, sob nenhuma hipótese é obter resultados. Por lá, acredito eu, pela minha vivência que a falha era dos pais por desejarem se livrar de um problema que nao os pertenciam propriamente. Entramos no campo emocional onde os erros sao mais recorrentes. Permaneci por lá por motivos financeiros e acabei por compactuar com a tarefa de conquistar notas boas pois nao podia dizer e discorrer sobre princípios em uma sala onde só havia este objetivo. Salvo a possibilidade de ser demitido.  O professor é o maior dos alunos, e precisa entender isto. A maioria das pessoas nao entra neste mérito. O assunto é polêmico e vai contra toda estrutura política. A honestidade e a competência, por vzs, faz sua própria cabeça ser visada. Isto acontece muito no nosso país. Sobretudo, na área aducacional. Se, e somente se, houver a absorçao deste conhecimento e a aplicaçao de métodos criativos e inovadores acredito que empreender de forma inteligente e despertar o interesse para questionar, tendo o erro sempre como plano de fundo e agente motivador trará uma nova cara e mudará muitos processos sobre o que se diz sobre educaçao fundamental. Trasmitir valores me é familiar e suporta mais conhecimento do que só tirar 10. E viva a consciência do erro, nao a manutençao dele. Image

Posted in Uncategorized | Leave a comment

10 razões para se proibir tecnologia para crianças

ANTES QUE ELES CRESÇAM

Este post vai em resposta aos leitores do “O que nós ganhamos quando a televisão saiu de cena” que pediram por dados científicos. O texto abaixo foi escrito pela Cris Rowan, Terapeuta Ocupacional Pediátrica e conta com vários resultados de pesquisas científicas feitas nos Estados Unidos e Canadá.

Aqui em casa vai continuar valendo o resultado da pesquisa: Com a tv eles ficam mais excitados, mais desobedientes, preguiçosos, sem a menor vontade de fazer outra coisa. Sem a tv eles correm, brincam, brigam, conversam, comem na mesa, pintam e criam suas próprias histórias. Independente do tamanho da necessidade do empurrãzinho que você precisa para tirar esses intrusos da sua família, as informações são de utilidade pública. Espero que aprecie minha tradução. ; )

Post publicado no Huffington Post no dia 06 de Março de 2014

10 razões pelas quais dispositivos portáteis devem ser proibidos para crianças com idade inferior a…

View original post 1,240 more words

Posted in Uncategorized | Leave a comment

O preconceito é a tendência do nosso diálogo

Onde-aponta-o-dedo-300x300Tenho observado que, cada vez mais, o preconceito é motivo para se levantar bandeiras e defender causas e junto com minha observaçao e minha vontade/esforço em ser mais parcimonioso com o que digo sinto que através do exercício cível todos nós ( nós de nós mesmo, tranças do coletivo e resultante da mesma malha ) caímos no preconceito. Nao é de bom grado durante um discurso dizer sobre o que é certo ou errado. O discurso político deve ser imparcial no que se trata de decisoes pessoais. Nao sei de onde inventaram que para ser bem aceito é preciso criar leis para o mesmo. Se a decisao é do indivíduo e ele sabe sobre suas escolhas o que é regulamentado nao exerce efeito no que ele busca por si só no que se trata da intimidade dele. Seja busca de um reparo histórico através dos direitos que lhe cabem ou sexualidade. É importante debater o assunto e é de fundamental importância estar disposto a se inserir socialmente. Transmitir algo, transferir conhecimento é assim que realmente se aprende e apreendemos as diferenças. Um grande educador nosso disse que ninguém é sujeito da autonomia de ninguém. Salve Paulo Freire. É aí que entra as atitudes em vao de alguns próximos querendo intervir nas açoes alegando que o preconceito é crime. Despertar interesse sobre o que esta pequena asserçao nos mostra é começar a criar consciência coletiva e estar a par do indivíduo que sabe sobre os próprios erros e, por isto, sabe onde pode melhorar, independente do discurso. O que gostaria de forma desproposital traduzir neste texto é que mesmo diante da busca de nossos direitos e para nao haver descontrole e assassinatos, injustiça é que, se, e somente se, a partir de nós mesmos e por nós mesmos é que, no início da essência de cada um algo poderá ser visto de uma matiz diferente. A lei tem nos engessado e nos perturbado com a sensaçao de injustiça amarga. O princípio pode/deve/quer ser você mesmo. Aja. Transforme. Atue. Saibam sempre que o dito preconceito nao só nos permeia mas está embutido em todos argumentos proferidos. Quando o absurdo faz sentido e o silêncio existe qualquer preconceito faz perfeito sentido.

Posted in Uncategorized | Leave a comment

A sinceridade nao deve ser maior que a educaçao. A franqueza é virtude de quem está prestes a morrer.

 E vejo que a espontaineidade gera aversao em muitas pessoas. Salvo as situaçoes onde ela é requisitada ( sendo assim, deixa de ser )  Outro dia recebi uma moça a qual eu gerei uma certa expectativa em começar a ter um caso sério. Foi sério antes de começar. Sou um entusiasta e gosto de transmitir alegria com conhecimento mas tomo muito cuidado para nao soar como euforia pois o rumo do que é trasmitido se perde. Após fazermos um shimeji com shoyu e manteiga  preparar a mesa com carinho e velas aromáticas, nao satisfeitos, fomos comer um sushi na rua. A dita cuja nao parava de observar tudo em nossa volta e nao se atinha a praticamente nada que me esforçava em demostrar e expressar sobre o que já tinha vivenciado. Nuances de desatençao e ao mesmo tempo afirmava com uma certeza que me distancia sobre assuntos pedagógicos. Acredito que quem se prontifica a conhecer alguém nao agiria assim. A sensaçao de decepçao só vem à tona quando notamos o que é em vao dado um esforço notável. Acho engraçado ( repleto de graça, de revelacoes ) , me senti um pouco triste, naturalmente, porém bastaram algumas horas para sentir que este ’em vao’ quem me referi foi de extrema importância. Lembro de um texto do Rubem Alves onde ele tece algumas frases sobre o vazio. ”A vida precisa do vazio:a lagarta dorme num vazio chamado casulo até se transformar em borboleta/ A música precisa de um vazio chamado silêncio para ser ouvida/ Um poema precisa do vazio da folha de papel em branco para ser escrito/ E as pessoas, para serem belas e amadas, precisam ter um vazio dentro delas/ A maioria acha o contrário; pensa que o bom é ser cheio/ Essas são as pessoas que se acham cheias de verdades e sabedoria e falam sem parar/ São umas chatas quando não são autoritárias/ Bonitas são as pessoas que falam pouco e sabem escutar/ A essas pessoas é fácil amar / Elas estão cheias de vazio.” É exatamente isto! Evito julgar. Tenho vivido experiências extremamentes válidas neste sentido. Vigilante incessante de meus pesamentos sou. E, neste contexto, o autoconhecimento, acredito eu, se dá através do próprio esquecimento. concluir se eu Como se preconiza na filosofia budista a qual tanto admiro. Para fosse sincero nao haveria cortesia. Se após tantas tentaivas de agradar e ser gentil nao fosse correspondido haveria despedida sem me retratar. Mas ficou só no ” Depois comemos uma rabanada” Fiquei rindo sozinho. Continuo vivo e evito ser franco nestas ocasioes. Pra quem gosta de ler e saber está aí.. Nesta época gosto de andar pela ruas vazias de Brasília descendo ladeiras com meu skate. E RAM que RAM!  A memória é nossa e quem constrói somos nós. Nós de nós mesmos! Que venha 2014!

Posted in Uncategorized | Leave a comment

Muros e murros

Tenho observado tudo que muitos observam mas preferem não dizer. Se abstenham e/ou se quiserem me leiam. Retornarei à dar meus murros por aqui. A abstenção são muros. Moro em um local onde a maioria tem poder aquisitivo baixo mas moram dentro de condomínios, cercado de muros. Detentores de terrenos sem escritura resultante de ardilosas estratégias resultantes da especulação imobiliária. Muros? Traduzo de forma providencial. A essência? Nos armamos e estamos envoltos de muita paranóia gerada pela segurança que foi posta como extremamente necessária. Sei que críticos são excelentes. Excelentes no que não fazem. Porém capacidade crítica e argumentativa é o que tento despertar para através das atitudes mudarmos algo. Se existe suicídio por honro pratico o que gosto e morro feliz tentando fazer. Provocar mudanças. Não sei de onde partiu este hábito de falar mal dos políticos. Políticos somos nós. Somos políticos de nosso dia a dia. Surgiu uma doença moderna. Este mau hábito. Quando alguém começar a falar mal dos nossos governantes experimente perguntar o que esta mesma pessoa faz para alterar a realidade que ela reclama. Tenho um banco de dados e faço superanálises todos os dia com determinadas perguntas. Me arrisco a afirmar que 99 % das pessoas se sentirão acuadas e franzirão a testa após tal pergunta. São muros. Este tipo de perguntas seriam MURROS. Murros não consciência que está isolada por identificação. MUROS. Construímos muros todos os dias. Não aguentamos os murros. Não suportamos. A evasão se torna conveniente. É confortável, atenua.. é interessante no aspecto individual. Deem murros necessários no silêncio. Provoquem a si mesmos. Outro dia assisti uma entrevista do Leonardo Boff onde ele discorria sobre este aspecto. Eckhart Tolle falou sobre o mesmo mas com uma inclinação maior em relação ao ego e a queda do mesmo. Ressaltava a educação do espírito. Estamos vivendo um volume de informação absurdo onde o desejo imediato é incentivado. Os pais se tornaram adolescentes e estão entorpecendo filhos para obter resultados os quais eles mesmos desejam. Se projetam nos filhos como se fosse o próprio desejo imediato. MUROS. Na condição de professor particular de ciências exatas noto isto com mais clareza talvez. Através da matemática sinto o quanto que a base da Vida é a incerteza. Incerteza repleta de MURROS. Muros são certezas. Educação não é inteligência nem obtenção de resultados. Tenho agido e feito para que a instrução seja feita de maneira divertida, lúdica e respeite todas decisões tomadas pelo aprendiz. Educar é deixar livre. Educar é conduzir com serenidade ausente de imposições e cobranças. Qdo nos deparamos com o coletivo a teoria muda. A opinião e a prática altera. Dizem que os loucos vivem uma realidade diferente. Acho que os loucos são atormentados por uma enxurrada consciente e coletiva. Constroem muros inexistentes e são assolados por um sonho de um mundo melhor. Inventam MURROS. Se isolam por identificação. Causam guerra sem fim consigo mesmos. Hoje é aniversário do Freud. ” Quanto mais Pedro fala sobre Paulo mais eu sei sobre Pedro do que sobre Paulo” MUROS! Carl Gustav Jung: ” Tudo que nos irrita nos outros pode nos levar a um entendimento de nós mesmos” MURRO! o famoso tapa de luva de pelica. Einstein pedia para que não confundíssemos educação com inteligência. Educação foi posta como ensino superior e dinheiro. MUROS! Inteligência emocional surge. É despertada através das experiências, formas mais eficazes e maneira mais árdua de aprender. MURROS! Entre quatro paredes tudo pode acontecer. Na cama ou na sala. Autoconhecimento. Transmissão de conteúdo. MURROS. SUSTOS. ESPANTOS. FATOS. PRANTOS. Estamos fartos e impacientes. A escola é fora da sala de aula. Não existem cercas. Você é causador da sua própria mudança. És a revolução em si. Nascemos com isto e fomos tolidos. Modulados. Provoquem MURROS! SEM SUSTOS. ENCARANDO OS PRÓPRIOS MEDOS. O ESPELHO É SUA IGREJA. É LÁ ONDE TODO INCONSCIENTE FAZ COMPLETO SENTIDO. MURROS DE REFLEXO. Um mundo desconhecido e apreciados por poucos que gostam da autonomia. ” Ninguém é sujeito da autonomia de ninguém” Paulo Freire.. o mestre dos MURROS! Subo no meu skate e não tenho espaço na pista. Não existe acostamento e ciclovias no lugar onde existe acesso até a minha casa. Os carros e a pujança motorizada tomou conta. A prancha é a extensão do meu corpo e, lá em cima, estou pronto para os tombos ( MURROS ). A postura de um motorista é, na maioria das vezes, patética e com muros que ele mesmo não vê. E quem sou eu para educar fora da minha área de atuação? Educar seria constanger. Exemplo: Uma pessoa joga um lixo no chão e você aborda: “Acho que você deixou cair sem querer” Estás educando provocando vergonha. E dá certo! Já fiz isto diversas vezes. Alterar a realidade para melhor não é um sonho é um propósito que todos devemos ter. Acrescente para fazer a diferença. Mude seus hábitos. Investigue o seu desconhecido antes da sua formação e antes do que te é imposto e projetado. Sua Vida não tem graça sem risco. Arrisque e volte a ser você mesmo. MURROS de disposição! RAM que RAM a memória é nossa e somos responsáveis por isto. Basta de MUROS. A internet é um veículo do “ascender” e do reflexo individual. Salvo os memes. O espelho. Use-a de forma prudente e consciente. Revolucione. Seja punk até os 18. Os muros disseram. Anarquismo é um conceito político. A autogestão se retroalimenta. Todos nós devemos ser, cultivar e fazer isto. Pelas causas coletivas somos nobres em exercícios. Anarquista do ego não é o playboy. É o cara que está rendido aos muros de si mesmo. O playboy é o desejo. Volte a ser você mesmo. Destrua seus MUROS. Sejam MURROS fortes! >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Image

Posted in Uncategorized | Leave a comment

Somos PASSADO. Ação que modifica? Só existe o AGORA. Nosso FUTURO.

Já não permaneço mais naquela inércia, tendência que um corpo tem de se manter no mesmo lugar e/ou em movimento. Falo sempre como meus alunos sobre isso, no sentido de alertá-los sobre o mesmo. É o que que parte de mim e realmente é o que me proponho sem muitas prerrogativas. Passo por um momento difícil, sabendo que momentos de dificuldades são exatamente manifestos divinos onde a intenção universal se mostra para os gigantes gentis. Necessário é encarar e agir sem tanto julgar pois isso é uma queda vertiginosa para quem exercita muito o ato de pensar. Prosperidade glorifica e o real triunfo vem junto com conquista se, e somente se, houver obstáculos. Aprendi definitivamente isso, antes das palavras. Meu desafio é expressar o que sinto sem muita raiva, pois acabo por assustar quem muito me quer bem. O álcool tem me despertado um certo asco pois amplificou este meu descontrole durante muito tempo. Hoje observo com mais serenidade o efeito distorcivo da bebida na personalidade de todos. Conversando com uma profissional adequada isso me conforta pois esclareço esta consciência que tenho sobre diversos aspectos, sentidos e direções que até então desconhecia. O amor. O verdadeiro cuidado. O esmero consigo mesmo. Independente de objetivos, isento de ambições exarcebadas. Deixa isso para o profissional. Na intimidade, anseios acabam por provocar autodestruição. Tive uma recaída onde minha amada se mostrou esgotada mas hoje vejo o quanto isso foi necessário. Mais um dia. Mais um desafio. Mais uma vontade de viver com mais plenitude. O budismo tem me trazido bastante noção de realidade, principalmente quando o silêncio se faz. Vontades e anseios. Objetivo maior: Discenir isso tudo com provocação e sabendo sobre o quanto é importante desbastar pensamentos que podem vir a ser negativos antes que eles se mostrem. A virtude deve ser a própria invenção. Como um interruptor. Posso, quero e consigo. Sou capaz, me supero e vou adiante. O tempo foge, como areia entre os dedos, e eu me mostro melhor para mim mesmo e a aflição não me sobrevém. Salve o tempo. Meu melhor amigo. A finalidade da Vida não é descritível, mas tenho me aproximado muito disto.. como um samba de Chico que tanto critiquei e hoje escuto com gosto.. ‘O homem que diz, não é.. Vai, vai, vai, vai sofrer, dizer, chorar.. ‘ Todos se vão. Sentimentos prosperam forte e nossa tranquilidade se consolida nestes momentos de tradução do próprio âmago. Vem o carnaval e eu continuo longe. Momento de introspecção intensa e devida. O interruptor eu encontrei. Agora é só finalizar e saber aonde instalarei todos estes em minh’alma .. minha casa que construo por saber que o chão é firme, plácido e digno de construção.

Posted in Uncategorized | Leave a comment